Boletim Moçambique

Terça, 26 Dezembro 2017 • 10 notícias • 5074 caracteres

Subscreva aqui a newsletter Boletim Moçambique

   Moçambique

Banco Mundial disponibiliza 88 ME para reforçar os cuidados de saúde primários em Moçambique

Maputo - O Banco de Mundial vai desembolsar 105 milhões de dólares (88 milhões de euros) para reforçar os cuidados de saúde primários em Moçambique, anunciou um especialista em saúde pública da instituição.

"Esta operação financiada pelo Banco Mundial e outros parceiros irá apoiar precisamente aqueles segmentos do programa executados através do Plano Económico e Social", disse Humberto Cossa, citado pelo diário Notícias de terça-feira.   

   Moçambique

Presidente apela à paz e a união no país

Maputo - O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, apelou na terça-feira aos valores de paz e união dos moçambicanos, considerando indispensável a adaptação do país às mudanças de acordo com os diferentes contextos.

"Que este momento seja caracterizado por muita alegria, renovação de esperança, e crença de um futuro cada vez melhor, facto que exige de cada um de nós, um exercício de amor ao próximo, e de valores como a igualdade, união, paz e auto superação", afirma o chefe de Estado moçambicano, num comunicado alusivo a quadra festiva enviado à Lusa.

   MOçambique

Dhlakama denuncia reativação de esquadrões da morte em Moçambique

Chimoio, Moçambique - O líder da Renamo, Afonso Dhlakama, denunciou na terça-feira a reativação de esquadrões da morte, com o aparecimento de novos casos de raptos e assassinatos e a descoberta de corpos ao abandono no centro de Moçambique.

Em declarações á Lusa, o presidente do principal partido da oposição em Moçambique, disse que durante as últimas duas semanas, pelos menos oito corpos, de pessoas raptadas e assassinadas, foram encontrados ao abandono nos distritos de Cheringoma e Gorongosa (Sofala) e Muda Serração (Gondola, Manica), em zonas de larga influência da Renamo.

   MOçambique

Governo quer acabar com atividades económicas nos postos fronteiriços

Maputo - O Governo moçambicano vai proibir o exercício de atividades económicas nos postos fronteiriços, para que estes locais se dediquem apenas ao controlo migratório e aduaneiro, disse a vice-ministra do Interior, Helena Kida.

Segundo a Agência de Informação de Moçambique (AIM), que cita na terça-feira Helena Kida, as agências bancárias, empresas de telefonia móvel e empresas de seguros instaladas nos postos fronteiriços devem retirar-se para locais afastados dos pontos de entrada e saída no país.

   MOçambique

Polícia diz que está controlada a situação em Mocímboa da Praia, norte do país

Maputo - A polícia moçambicana garantiu na terça-feira que está controlada a situação em Mocímboa da Praia, na província de Cabo Delgado, norte de Moçambique, onde um grupo de desconhecido atacou, em outubro, postos policiais e sitiou a vila durante dois dias.

"Temos a dizer que a situação em Mocímboa da Praia está controlada", disse o porta-voz do comando da Polícia da República de Moçambique (PRM), Inácio Dina, falando em conferência de imprensa, uma semana depois de um polícia ter sido morto na sequência de um novo ataque de desconhecidos naquela localidade.

   MOçambique

Justiça moçambicana acusa presidente da Segurança Social de corrupção

Maputo - O Ministério Público moçambicano deduziu acusação por corrupção contra o presidente do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS), Francisco Mazoio, e o ex-presidente da Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA), Rogério Manuel, pela compra de quatro aeronaves.

Citando o Gabinete Central de Combate à Corrupção (GCCC), o Notícias, principal diário moçambicano, escreve que no mesmo caso, são acusados Baptista Machaieie, antigo diretor do INSS, e Miguel Ângelo Curado Ribeiro, ex-diretor-geral da firma de aviação CR Aviation.

   MOçambique

Mais de 200 mil pessoas passaram fronteira de Moçambique nos últimos 15 dias

Maputo - Mais de 200 mil pessoas atravessaram o posto de fronteira de Ressano Garcia, o mais movimentado de Moçambique e que faz ligação com a África do Sul, nos últimos 15 dias, disse à Lusa a porta-voz do Serviço Nacional de Migração (Senami), Cira Fernandes.

O maior número de pessoas que atravessaram o posto neste período foi registado no dia 23 de dezembro, com a entrada de mais de 35 mil pessoas, segundo a porta-voz do Senami, que lembrou que esta é a avaliação preliminar.

   Angola

Ministro do Interior pede colaboração dos angolanos no combate a crimes económicos

Luanda - O ministro do Interior de Angola pediu na terça-feira aos cidadãos que denunciem "indícios de factos criminais" decorrentes da gestão da coisa pública, para "permitir um maior combate à corrupção, ao peculato e ao branqueamento de capitais".

Ângelo Veiga Tavares, que discursava na cerimónia de cumprimentos de fim de ano, referiu que pretende a colaboração dos cidadãos em "crimes que incidem de forma direta nas condições de vida da população e reduzem a capacidade do Estado, para dar resposta às suas principais necessidades".

   Angola

Nove acusados em Angola por desvio de 8 M€ de dinheiro dos impostos

Luanda - O Ministério Público angolano acusou nove pessoas, entre as quais cinco antigos altos funcionários da Administração-Geral Tributária, pelo desvio de 1.580 milhões de kwanzas (oito milhões de euros), em receitas de impostos cobrados a empresas.

De acordo com a acusação do Ministério Público (MP), a que a Lusa teve hoje acesso, entre os acusados neste processo, e em prisão preventiva desde outubro, está Nickolas Neto, que à data dos factos era um dos administradores da AGT, com os pelouros da Direção de Tributação Especial, Direção Técnica e o Gabinete de Comunicação Institucional.

   Timor-Leste

Acordo marítimo entre Austrália e Timor-Leste será assinado em março - Tribunal de Arbitragem

Haia, Holanda - Os governos de Timor-Leste e da Austrália acordaram assinar no início de março o tratado de fronteiras marítimas que põe fim ao diferendo entre os dois países, indicou na terça-feira em comunicado o Tribunal Permanente de Arbitragem (TPA), em Haia.

"Tendo agora concluído os seus respetivos procedimentos internos, os dois governos concordaram que irão proceder com a assinatura no início de março de 2018", especifica o TPA.